sexta-feira, 29 de maio de 2009

1st Date

Ficou combinado para as sete e meia. Íamos jantar e dar um passeio, conversar mais um bocadinho que também não nos podíamos esticar muito que no dia a seguir era dia de trabalho.
Foi pontual, cumprimentou-me com dois beijinhos, cheirava bem e abriu-me a porta do carro.
O jantar foi pizza e a conversa fluiu a um bom ritmo, mas não ficámos muito tempo no restaurante porque estava algum barulho e… no outro dia era dia de trabalho.
Fomos dar um passeio o pé, mas o passeio foi curto porque estava frio e… no outro dia era dia de trabalho.
Como estávamos a meio de um tema interessante fomos dar uma volta antes de me ir levar a casa… mas a volta tinha de ser pequena porque… no outro dia era dia de trabalho.
E quando chegámos à porta de minha casa eu estive mesmo, mesmo para sair do carro umas 5 vezes porque era tarde e no outro dia era dia de trabalho.
Resumindo e concluindo, já passavam das três da manhã quando, após 4 horas de conversa estacionados em frente ao portão, nós nos despedimos de vez.
Acompanhou-me à porta e deu-me um beijo na bochecha, apenas uma fracção de segundo mais demorado que um “então adeuzinho, hein” normal.
Eu fiz ar de cachorrinho, virei a outra bochecha e perguntei “então e o outro?”.
- O outro fica para a próxima vez – diz-me ele com um sorriso mal disfarçado.
Olha, olha… eu ali, tão voluntariosa e ele a fazer-se difícil. Ora, mudei logo o ar de cachorrinho para ar de gata assanhada e entrei em casa com um “se houver próxima” atirado para trás das costas.
Foi com o orgulho um bocado ferido que peguei no telemóvel mais tarde para ler a mensagem que me mandou.
“Já cheguei a casa. Gostei muito do jantar e da conversa. Boa noite. Vai mandando notícias.”
E foi com o orgulho ainda mal sarado que mandei a resposta:
“Notícias:
África do Sul quer começar a capturar e armazenar CO2 em 2020
Homossexuais japoneses vão poder casar no estrangeiro
Incêndio consome prédio no centro de Guimarães
Circuncisão masculina reduz risco de contrair herpes genital e vírus do papiloma humano
Revista "Lancet" quer que Papa se retracte das declarações sobre o uso do preservativo
Obama disposto a aumentar ajuda aos gigantes da indústria automóvel
Soares da Costa lucrou 8,2 milhões e retoma distribuição de dividendo
s”
Mas depois veio o sushi…

5 comentários:

princesa disse...

LINDO!
ADOREI O POST.
Os primeiros encontros são sempre tão giros... Cheios de "jogo". Estiveste muito bem!
Beijos

carpe vitam! disse...

o sushi? agora vou ter de esperar mais quanto tempo pelo sushi, Ana?

estou a torcer para que isso resulte!

Moura ao Luar disse...

A ansiedade do beijo, do toque, de sentir o calor da língua... arrepios :-)

Pearl disse...

Adorei ler!


beijinho

Ritinha disse...

Sushi?... Boa! Houve mesmo second date! YES!
Era só o que me faltava que esse homem deixa-se os hoemns nortenhos ficar mal.